15 de jul de 2013

Algo de Insano: VII - As fortes dores

   Os anos foram se passando, e tudo começou quando tínhamos 19 anos. Nós três continuamos estudando juntos até o terceiro ano. Eu passei em 20º lugar em engenharia civil, Pedro passou em 35º lugar em engenharia mecânica e Camila passou em 15º em publicidade, todos na mesma universidade. Estávamos no 2º ano. Eu e Pedro ainda estávamos namorando. Sim, ele foi o único em minha vida, quando as coisas viraram de cabeça para baixo nós terminamos, mas continuando, Camila namorou com o Gabriel até o 2º do ensino médio. Ela terminou com ele porque conheceu o Lucas, e com ele namorou até... até eu terminar com ele.
   No dia 14 de junho, Camila ligou pra mim, para marcar de sair com ela e com Lucas a noite, e claro ligou para o Pedro também. Combinei de passar na casa dela e ir junto com ela para o restaurante. Cheguei na casa dela, e pra variar a madame ainda não estava pronta. Tive que esperá-la.
   -Sabia que hoje faz três anos que eu e Lucas namoramos?
   -Sabia, já é a terceira vez que marca de sair no dia 14 de junho, e tenho certeza que este ano você vai faze uma homenagem à ele, como fez nos outros dois anos.
   -Eu vou mesmo, e esse ano me superei, vou falar cada coisa linda! Eu até te contaria, mas quero que seja uma surpresa para os três!
   -Ta bom, eu não queria ouvir suas ladainhas duas vezes mesmo...
   Mas nesse momento, Camila caiu no chão e começou gritar.
   -Ai, ai, ai!
   -O que foi Cami?
   -Minha cabeça... ela doe muito... está doendo... não estou aguentando...
   E desmaiou, eu não sabia o que fazer, não tinha ideia do que estava acontecendo com a minha amiga, mas fiquei desesperada. Chamei a mãe dela, que logo em seguida chamou uma ambulância. O médico examinou e disse que não dava para ter um diagnóstico exato sem fazer uma tomografia. Camila acordou depois de duas horas, o jantar foi desmarcado, é claro.
   -Ai minha cabeça...
   -Sua cabeça ainda está doendo, minha filha?
   -Não, só está girando mesmo! O que aconteceu? Que horas são? Vamos perder o jantar, corre Laura!
   E deu um pulo da cama, começou alisar a roupa e pentear o cabelo.
   -Desculpa minha filha, mas não vai mais ter jantar nenhum, liguei para os meninos e desmarquei, eles já estão chegando.
   -Mãe, você pirou, é claro que vai ter jantar, três anos de namoro, lembra?!
   -Isso não é possível, todo mundo morrendo de preocupação com você, com medo de você estar com alguma coisa, e você preocupada com o seu jantar de namoro, faça-me o favor, né Camila!
   -Mãe, isso é muito normal, tenho isso quase todos os dias, é apenas uma dor de cabeça de stress, não tenho culpa se você se preocupa muito comigo!
   -Desde quando você tem essas dores?
   -Há dois meses.
   -Você é louca mesmo, amanhã vai fazer exames, como pessoas normais fazem!
   -Não precisa fazer exame nenhum...
   -Não quero ouvir, vai fazer e pronto!
   O clima ficou muito pesado naquela noite, mas o melhor era fazer os exames, mesmo sendo desnecessários...

Nenhum comentário:

Postar um comentário