22 de jul de 2013

Algo de Insano: XII - Laura ou Camila?

  
   Quando abri meus olhos, tudo estava embaçado, e depois de alguns minutos, pude perceber que estava no hospital, e tinha aparelhos por todo o meu corpo. Percebi também, que no quarto, estavam meus pais, os pais da Camila, o Pedro e o Lucas.
   -Olhem, ela acordou, abriu o olhos!
   -A nossa filha está viva!
   Estava ouvindo os pais da Camila falando, mas não estava ouvindo do jeito que ouvia antes, estava tudo com eco, e parecia que meus ouvidos estavam entupidos. E eu estava sentindo dor no corpo todo. Tentei falar, mas nem consegui mexer meus lábios. Tentei mexer alguma outra parte do corpo, mas não consegui. Era como se meu corpo não obedece meu cérebro.
   -Bom dia, Camilita! Dormiu tão pouco, só uns dois meses! Será que não está cansada, não quer dormir mais?
   -Pedro, deixe a Camila em paz, não está vendo que ela não está entendendo nada?
   Foi então que me toquei, que a cirurgia tinha corrido como o planejado, e agora eu não era a Laura, mas a Camila. Estava no corpo dela, só meu cérebro estava no corpo dela. Era como um transplante de qualquer outro órgão. Quando uma pessoa doa um rim, a pessoa que recebeu continua sendo a antiga pessoa, mas com um outro rim. E eu tinha doado meu cérebro. Era a Camila, com o meu cérebro.
    E comecei entrar em pânico, porque eu estava morta, depois de dois meses, era bem capaz que meu corpo já estivesse podre, eu estava enterrada na terra, e a Camila estava viva, ela poderia realizar não só os sonhos dela, mas os meus também. Mas comecei pensar, que se era eu, Laura, que estava pesando,então eu estava viva, e a Camila morta. Mas será que era a Laura que estava pensando, ou a Camila?

Nenhum comentário:

Postar um comentário